A despeito da explosão da comunicação móvel e dos sistemas de localização, todo viajante ainda corre o risco de sofrer com um problema arcaico: o extravio de suas malas. Como a falha de uma empresa é a oportunidade de outra, uma startup logo viu um possibilidade de negócio nesse inconveniente. A Globatrac apresentou há pouco na CES uma solução bem simples: um aparelho celular que serve apenas para ser colocado na mala, garantindo que esta possa ser encontrada onde quer que o sinal das antenas chegue.

O rádio em questão, chamado de Tracdot, também foi equipado com bluetooth, que, ao comunicar-se com um aplicativo para Android e iOS, permite ao passageiro encontrar sua bagagem na esteira do aeroporto. O pequeno é engenhoso ao ponto de desligar automaticamente quando o avião está decolando ou pousando, tudo graças a um acelerômetro. Mesmo com todos esses recursos, espera-se que o Tracdot sobreviva por até três semanas com uma ração exígua de pilhas AA.

Mas porque não usar GPS? Segundo a empresa, o celular é mais confiável nesse caso porque o GPS depende de um ambiente aberto para ser preciso. Claro, isso também significa que o Tracdot depende de contratos de roaming com as várias empresas que operam as redes de celular do mundo. Quem decidir compra-lo deverá para uma taxa de 12 dólares por ano além dos 50 dólares pelo aparelho em si.

Via Ars Technica.

Pin It on Pinterest