SSD com 1 TB desafia o mercado de disco rígido

por | jul 29, 2013 | Info, Sem categoria | 0 Comentários

Samsung_840_Evo

Drive SSD de 2,5 polegadas com alta capacidade – Foto: Divulgação

A Samsung anunciou no último dia 18, em seu evento Samsung Global SSD Summit, um novo SSD de 1 TB com tecnologia de fabricação de 10 nanômetros (processo de fabricação que varia de 10 até 20 nanômetros). A aposta é que ele se torne padrão para notebooks compactos, em um futuro próximo.

Batizado de Samsung SSD 840 EVO, o novo disco em estado sólido é construído com arranjos de memória NAND de 128 gigabytes. Como parte desta capacidade é reservada para correção de erros, a memória efetiva disponível será de 120 GB, 250 GB, 500 GB, 750 GB e 1 TB. A ideia da empresa é sair do mercado corporativo, que já usa SSDs em servidores de missão crítica, e entrar no mercado doméstico com mais força para substituir os HDs no longo prazo.

Samsung-SSD-Evo-Solution

Solução proposta pela Samsung inclui um adaptador SATA para USB 3.0 – Foto: Reprodução / PC Perspective

Vale dizer que este movimento é discutido há muito tempo, mas infelizmente o custo continua como forte impeditivo. Os preços dos SSDs disponíveis no mercado com esta capacidade variam de 400 dólares até 6 mil dólares. Ainda não há informações de quanto custará o novo SSD.

Em termos de capacidade e performance, o novo SSD está bem posicionado(considerando interface SATA 6 GB/s e tamanho de 2,5 polegadas):

tabela ssd

Para que você entenda melhor como são estes SSDs, valem as explicações:

SLC é o acrônimo de Single Level Cell, isto é, o circuito grava apenas 1 bit de dado por célula de memória flash. Como tem apenas 2 estados (2 elevado a 1), a chance de erro é menor. Mas a capacidade máxima é um fator limitante devido o custo de produção.

MLC é o acrônimo de Multi Level Cell. Quer dizer que é capaz de gravar mais de 1 bit de dado por célula de memória flash. Tipicamente de 3 a 4 bits. Com 4 bits são 16 estados possíveis (2 elevado a 4). Neste caso a chance de erro na leitura é bem maior. Por isso, grosso modo, é dito que quanto mais bits uma célula tem, menor é a quantidade de ciclos de leitura que ela suporta.

A tecnologia por trás dos controladores de memória flash dos MLCs tem melhorado e isso faz o MLC atingir níveis de ciclos de escrita semelhantes ao do SLC. No mercado corporativo estes dispositivos são conhecidos como eMLC ou enterprise MLC (com arranjo do tipo NAND Flash síncrona ou assíncrona).

By Adilson

Confira estas postagens relacionadas

Teste sua Velocidade de Internet

Teste sua Velocidade de Internet

SIMET é im serviço do nic.br O SIMET é um medidor de velocidade Internet completo que verifica, além de sua banda de download, diversas métricas de qualidade Internet que afetam diretamente a navegação e utilização da rede. Para que ele possa obter resultados válidos,...

ler mais

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest