3DSense

Sense pode duplicar objetos reais em poucos minutos – Imagem: Divulgação

Se observamos atentamente qual a origem da palavra fotografia, descobrimos a definição mais precisa de como esta atividade é possível: desenhar com luz e contraste. E é neste “quase princípio” que está sustentado o hardware que digitaliza o mundo real, o Sense 3D scanner.

Criado pela PrimeSense, notável empresa por trás do Microsoft Kinect e inúmeros outros sensores, e pela 3D System, a mais tradicional empresa de impressão 3D, o novo dispositivo promete criar fotografias físicas. Isto é, o Sense digitaliza qualquer objeto, desde um ser humano até uma motocicleta (limitado a cerca de 3 metros) e no final do processo o resultado é um modelo 3D pronto para a impressão. Imagine perpetuar um momento especial da sua vida com objetos impressos ao invés de papel fotográfico.

O funcionamento ocorre com a emissão de luz infravermelha em volta de um objeto. Um sensor CMOS capta o que reflete e cria uma imagem com informações de profundidade (640 por 480 pixels). Tudo vai parar em um processador dedicado que processa as imagens criando uma cena completa em terceira dimensão. A precisão espacial do conjunto é equivalente a 0,5 milímetros. O campo de visão tem ângulos: 45 graus na horizontal, 57,5 graus na vertical e 69 graus na diagonal. As empresas também disponibilizam um software para corrigir possíveis imperfeições.

O Sense 3D scanner está disponível no site oficial por 399 dólares, ou equivalentes 925,3 reais, sem impostos ou despesas de envio. Por este preço é certo que em breve veremos uma explosão de serviços de impressão 3D. Para vê-lo em funcionamento, veja o vídeo oficial:

Pin It on Pinterest