Nesta quinta-feira (14/03/2013), o mercado de dispositivos móveis ficou um pouco mais interessante: o smartphone Samsung Galaxy S4 foi anunciado oficialmente, em um evento realizado em Nova York, Estados Unidos. Seguindo o exemplo dos modelos antecessores, a novidade se sai muito bem no papel de um smartphone top de linha, pelo menos é esta a impressão que a apresentação transmitiu.

Galaxy S 4 – Imagem por Samsung

Galaxy S 4 – Imagem por Samsung

O dispositivo conta com o processador Exynos 5 Octa (mas haverá também uma versão com CPU Snapdragon S4 Pro quad core de 1,9 GHz), revelado no início do ano na conferência CES 2013. Trata-se de um chip que explora uma tecnologia chamada big.LITTLE, que integra dois processadores: um ARM Cortex-A15 quad core de 1,8 GHz voltado às tarefas mais pesadas e um ARM Cortex-A7 quad core de 1,2 GHz que atua em aplicações menos exigentes. Esta “flexibilidade” no processamento ajuda na economia de energia – todo mundo sabe que a bateria é um dos pontos fracos da maioria dos smartphones.

A Samsung não deixaria de caprichar na tela: grandalhão, este componente possui 5 polegadas, resolução de 1920 x 1080 pixels, 441 pontos por polegada, tecnologia Super AMOLED e, claro, é sensível a múltiplos toques. A proteção contra arranhões e quedas fica por conta da terceira e mais recente versão da tecnologia Gorilla Glass.

Entre as demais características do Galaxy S 4, estão:

  • 2 GB de memória RAM;
  • câmera traseira de 13 megapixels;
  • câmera frontal de 2 megapixels;
  • Wi-Fi 802.11n;
  • Bluetooth 4.0;
  • 3G e 4G (compatível inclusive com a frequência brasileira);
  • NFC;
  • Sensor infravermelho para função de controlo remoto;
  • Bateria *removível* de 2.600 mAh;
  • Recarregador de bateria sem fio;
  • 16, 32  ou 64 GB para armazenamento de dados;
  • Slot para cartões microSD.

No aspecto visual, o smartphone lembra bastante o Galaxy S III, sendo um pouco mais fino – 7,9 milímetros de espessura – e tendo tela ligeiramente maior. O seu peso é de aproximadamente 130 gramas.

O sistema operacional do aparelho é o Android 4.2.1 (Jelly Bean), mas com diferenciais interessantes: a Samsung implementou, por exemplo, um recurso de nome Smart Scroll que permite ao usuário fazer rolagem de páginas ao navegar na Web apenas com o movimento dos olhos, sem necessidade de tocar na tela ou pressionar algum botão.

Há também o Smart Pause, que faz com que um vídeo que estiver em execução seja paralisado automaticamente caso o usuário desvie o olhar da tela durante alguns instantes, e o Air View, que permite controlar determinadas funções do aparelho apenas com gestos.

Outro exemplo é a função Dual Camera: ela faz com que, no momento em que uma foto está sendo tirada, a câmera frontal inclua uma imagem da pessoa que está segurando o aparelho, assim todo mundo sai na imagem. Fotos também podem ser tiradas sequencialmente para que fique fácil excluir alguém que não deveria aparecer.

Para os viajantes de plantão, há um aplicativo de nome S Translator que faz tradução de conversas (tanto em voz quanto em texto) em nove idiomas. E a Samsung fez questão de deixar claro que a funcionalidade é compatível com português do Brasil, meio que antecipando as dificuldades que os estrangeiros poderão ter no país durante a Copa e as Olímpiadas.

Galaxy S 4 – Imagem por Samsung

Galaxy S 4 – Imagem por Samsung

Não é por mero capricho que a Samsung está investindo em tantos recursos. Graças a uma agressiva estratégia de marketing, a companhia conseguiu fazer o Galaxy S III ocupar uma enorme fatia de um segmento até então dominado com folga pela Apple. Com o Galaxy S 4, a boa fase pode ficar ainda melhor, especialmente se levarmos em conta que o iPhone 5 não consegui impressionar tanto assim.

Se o Galaxy S 4 fizer o sucesso esperado, contribuirá também para reforçar a Samsung como a marca do momento no que diz respeito ao segmento móvel, fazendo com que os outros aparelhos da empresa também atraiam maior interesse, possivelmente.

Mas vamos ser realistas: as chances são grandes, mas não é uma missão fácil. O iPhone 5 não tem recebido tanto destaque por ser um aparelho ruim ou caro – longe disso, o dispositivo continua ótimo e se mantém dentro da faixa de preço esperada para um gadget do tipo. O problema é que está cada vez mais difícil entusiasmar os consumidores. Como este lançamento, não se pode dizer que a Samsung não está tentando.

O Galaxy S 4 será disponibilizado em duas cores – preta e branca – a partir de abril de 2013, com preço inicial ainda não revelado.

Emerson Alecrim

Pin It on Pinterest