Escolha uma Página
É provavel que a nova máquina seja baseada na D800E. Em outras palavras, ela não terá um filtro de anti-aliasing

É provavel que a nova máquina seja baseada na D800E. Em outras palavras, ela não terá um filtro de anti-aliasing

O site Nikon Rumors promete que a Nikon anunciará uma nova câmera nos moldes da D800 e da D800E em 26 de Junho. Espera-se que as novidades não sejam muitas, como foi o caso da mudança da D4 para a D4s.

A D800 ganhou fama por sua resolução altíssima, a ponto de ser comparada às digitais de médio formato da Phase One e da Hasselblad. Supostamente, a nova máquina continuará esse legado com um sensor de 36MP sem filtro de anti-aliasing. Como nenhum outro modelo foi mencionado, parece que a Nikon está se sentindo confortável o bastante com a redução de moiré por software para eliminar completamente o filtro em vez de manter um corpo com um sensor alternativo, como foi o caso da dupla D800 e D800E (ambas idênticas exceto pela presença do filtro de passe baixo na primeira).

A sucessora também ganharia vários recursos introduzidos na D4s, como o processador de imagem Expeed 4 e o sistema de autofoco que agrupa pontos de detecção de fase. Assim como a D4s, ela também suportaria o formato de imagem “small RAW”, um RAW com compressão lossy (menos resolução, menos informação de cor, etc.) para amenizar o problema de espaço que fotos de 36 MP criam.

A presença do Expeed 4 também permitiria disparo contínuo de até 5 FPS ou 6 FPS em conjunto com o grip vertical MB-D12. Na mesma linha da D4s, ela também ganharia 1 stop a mais de ISO nativo. A nova câmera terá GPS embutido, mas o Wi-Fi ficará a cargo de um acessório como o WU-1a. Para terminar as novidades, ela seria mais leve e ganharia um LCD traseiro de maior resolução.

Um detalhe um tanto decepcionante é que o Nikon Rumors menciona que a gravação de vídeo em 4K provavelmente não será suportada. Isso não é exatamente uma surpresa: se a nova câmera usa o Expeed 4 da D4s, é natural que ela pare no FullHD a 60 FPS. Ainda assim, é uma pena, considerando que um número cada vez maior de máquinas está adotando o novo padrão.

Talvez a Nikon esteja esperando o encoder de H.265 amadurecer em vez de usar o H.264 level 5.1. Ou então ela simplesmente quer fazer com que a próxima “D900” pareça melhor na comparação de especificações. De qualquer maneira, a suposta “D800s” que seria anunciada no final do mês será mais cara que uma D800E (que, no momento, custa mais de 10,000 reais no Brasil).