Escolha uma Página
oneplusone

Branco ou preto, com traseira refinada e côncava – Imagem: Divulgação

Ganhar um jogo já dominado é tarefa para poucos neste mundo, mas como em um encanto, o smartphone One da chinesa OnePlus, arranca suspiros do público. Com configuração potente, design elegante e sistema azeitado, ele é o novo desafiante no ringue.

Antes de entrarmos no mérito da questão, mas já justificando o papel de desafiador, falemos dos detalhes da configuração. O One virá com processador Snapdragon 801 com quatro núcleos rodando no máximo há 2,5 GHz. Ele terá 3 GB de memória RAM, do tipo LP-DDR3 (com clock de 1866 MHz). Duas versões com capacidades de armazenamento diferentes, 16 e 64 GB, no padrão eMMC 5.0. A tela de 5.5 polegadas virá com painel IPS, com resolução de 1920 por 1080 pixels. A proteção é Corning Gorilla Glass 3.

Não pense que acabou. A câmera traseira de 13 megapixels tem sensor Sony Exmor RS (IMX 214) com HDR e 6 lentes (dentro do esperado para avançados). O conjunto grava em 4K e faz vídeos em câmera lenta (720p). A câmera frontal é de 5 megapixels, para não fazer feio nas selfies mundo afora. Graças ao processador, o smartphone tem Wi-Fi 802.11ac, LTE e Bluetooth 4.1. Som estéreo, LED RGB de notificação e bateria de 3100 mAh completam o pacote.

A maestria da empresa também está no refinamento do design. Segundo a empresa há uma preocupação com o visual até nas partes internas. O vídeo oficial demonstra como ele foi projetado:

O sistema operacional é o CyanogenMod, um Android cuidadosamente modificado. Esta é a estratégia comum das empresas chinesas para internacionalizarem seus produtos. Até a Oppo, antiga empresa do CEO da OnePlus, o chinês Peter Lau. Aliás, há semelhança em muitos aspectos com os smartphones da chinesa Oppo.

O OnePlus One (ou 1+1 para não perder a matemática), custará 299 dólares (versão Silk White) e 349 dólares (Sandstorne Black) de acordo com a capacidade de armazenamento. Há ainda uma campanha chamada “Smash the Past” para adquirir um por apenas 1 dólar. Haja disposição para vencer.