Samsung Galaxy Gear, primeiro relógio inteligente da empresa lançado no ano passado

Samsung Galaxy Gear, primeiro relógio inteligente da empresa lançado no ano passado

A segunda geração do relógio inteligente Galaxy Gear, da Samsung, não rodará Android, mas sim o sistema Tizen, em uma edição em HTML5, de acordo com o jornal USA Today. O novo sistema é de código aberto desenvolvido por diversas empresas, como Samsung, Intel, LG e Baidu são algumas delas.

Segundo a reportagem, a medida seria para evitar que o Google se torne predominante também nas tecnologias vestíveis,  já que ainda não há um “padrão de mercado” nessa categoria de produtos.

Vale notar que a companhia pode lucrar diretamente com o Tizen, diferentemente do que acontece quando ela opta pelo uso do sistema Android.

Sendo escrito em HTML5, o Tizen provavelmente poderá rodar aplicativos feitos para a web, aqueles que rodam diretamente no navegador de internet, sem a necessidade do Adobe Flash.

O novo Samsung Galaxy Gear deve ser apresentado junto como smartphone topo de linha Galaxy S5  na semana que vem, quando acontece o evento de tecnologia e inovação Mobile World Congress, em Barcelona, na Espanha.

 

Pin It on Pinterest