A exemplo do que já vinha acontecendo em 2011, o primeiro trimestre de 2012 não foi nada bom para a Nokia. A companhia finlandesa acumulou prejuízo de cerca de 1,3 bilhão de euros e sua receita foi de 7,4 bilhões de euros, quase 30% a menos que no mesmo período do ano passado (10,4 bilhões de euros).

O principal problema é a queda nas vendas. O número de smartphones com Symbian comercializados durante o primeiro trimestre caiu consideravelmente, assim como a quantidade de aparelhos mais simples, um segmento onde a Nokia sempre teve boa aceitação. O problema aqui pode não ser somente a alta competitividade do mercado, mas também a preferência cada vez maior dos consumidores por telefones mais sofisticados.

Pin It on Pinterest