A versão do Chrome para a interface Metro do Windows 8, liberada recentemente pelo Google, deixa no chinelo o seu maior rival, o Internet Explorer 10.
No Windows 8 Release Preview, última versão do sistema operacional antes do lançamento, previsto para outubro, o navegador padrão é o IE 10. O software possui dois designs diferentes. No ambiente de trabalho “antigo” do Windows, o browser não traz novidades na interface. Lembra muito o seu antecessor, o IE 9. Mas a diferença se torna enorme no Metro, a nova cara do Windows, pensada para a era pós-PC.

Lá, o Internet Explorer 10 funciona com um design simplificado e um tanto confuso. Quando você abre várias abas, elas ficam ocultas na parte superior da tela. Como o tamanho das miniaturas é grande, correr entre muitas janelas pode ser exaustivo e pouco produtivo. Além disso, a barra de endereços fica na parte inferior da tela. As mudanças feitas pela Microsoft claramente têm como foco o uso em tablets. O problema é que o Metro estará presente também nos desktops e notebooks e, nesse caso, as adaptações não facilitam a vida dos usuários. Pelo contrário.

O Google preferiu ser conservador e, com isso, parece ter acertado. Em vez de mudar a cara do Chrome, manteve a interface tradicional, com abas. Também permitiu que o seu navegador funcionasse com extensões e aplicativos online, exatamente da mesma forma que já ocorre na versão tradicional. E, de quebra, todas as informações continuam a ser sincronizadas com uma conta no Google. Talvez a experiência seja pior do que a do IE em um tablet, mas a maioria das máquinas com Windows ainda é formada por computadores. É bem possível que esse pessoal opte pelo Chrome.

Claro que ainda há bugs. Durante o uso no INFOlab, o navegador do Google algumas vezes travou e não saía de uma tela escura. Foi preciso fechá-lo pelo gerenciador de tarefas para voltar a usá-lo. Mas, se levarmos em conta que ainda é só a primeira versão de desenvolvimento, há tempo para corrigir os problemas. Já a Microsoft, pelo jeito, não parece muito disposta a mudar a interface do Windows 8. Corre o risco de ser atropelada pelo rival, de novo.

Pin It on Pinterest