nikon df

Os anos 1960 marcaram uma grande reviravolta no mundo da fotografia. Foi durante essa década que os fabricantes japoneses gradualmente conquistaram um mercado tradicionalmente alemão. Não por acaso, a Nikon sente uma nostalgia considerável em relação a essa época e hoje todas essas lembranças se cristalizaram na forma de uma máquina extraordinária: a Nikon Df, que tem um visual muito parecido com a lendária série de câmeras Nikon F que dominou aquela década. Por dentro, é claro, ela contém o que há de mais moderno na engenharia fotográfica: o mesmo sensor e processador de imagem que a D4 e o mesmo sistema de foco da D610, sem contar toda uma hoste de controles manuais. Impressionado? Não segure a sua respiração porque agora vem a melhor parte: ela não grava nem 1 segundo de vídeo.

A Nikon F tornou-se famosa por reunir o estado da arte da tecnologia fotográfica de sua época e a Nikon Df segue pelo menos parte dessa tradição. O sensor é um CMOS full frame de 16 MP e o processador de imagem é um Expeed 3. O sistema de autofoco tem 39 pontos, 9 dos quais são em cruz. Outro componente de destaque é o viewfinder com 100% de cobertura, similar ao da D800. Os controles manuais seguem um esquema um pouco antiquado, mas isso está longe de ser uma desvantagem. A máquina possui três rodas dedicadas para ISO, velocidade e compensação, além da tradicional roda de exposição PASM.

A única ausência é capacidade de gravar vídeos. É difícil dizer exatamente porque a Nikon não incluiu esse recurso. Uma das explicações oficiais é que a bateria da Df era pequena demais para permitir gravações longas, mas esse é um argumento um tanto fraco. Se você acha que a Nikon pretende incluir a gravação de vídeos com um update de firmware ou que algum grupo como o Magic Lantern pode hackear a câmera nesse sentido, é melhor não esperar muito: a Df sequer possui microfone ou entrada de áudio. Aparentemente, a gravação de vídeos nunca foi uma opção que a Nikon considerou (curiosamente, a LensRentals está organizando uma competição que inclui uma categoria para a melhor foto de uma câmera sem vídeo).

De qualquer maneira, quem tem 3 mil dólares para gastar no kit com lente da Df provavelmente já tem uma Epic Dragon em casa, então imagino que a falta de vídeo não seja um problema para o publico dessa máquina. A lente do kit é, essencialmente, uma Nikkor AF-S 50 mm f1.8G. A única diferença é que ela foi redesenhada para se adaptar à aparência retrô da Df.

Pin It on Pinterest