A Nikon é famosa por suas máquinas fotográficas mas, como toda empresa grande que realiza pesquisas na área de óptica, ela também se envolve em muitos outros ramos que dependem da reprodução de imagens. Um deles é a caça esportiva, para o qual a companhia produz lunetas de mira que são conhecidas na comunidade pela boa relação entre custo e benefício. A nova linha de lunetas Monarch procura aumentar o arsenal de caçadores que precisam de miras versáteis. Como essa face da empresa é relativamente desconhecida, um deslize publicitário para promover a lente Monarch 3 1-4×20 German #4 chegou a irritar ambientalistas e fotógrafos de vida selvagem.

A luneta em si é notável pelo zoom de 4x com amplo campo de visão (ideal para presas de grande porte), pelo sistema de ajuste interno de 120 MOA (útil para compensar a ação do vento), e um revestimento de lente especial para amenizar a reflexividade do vidro e a dispersão a luz. Outro ponto legal é a magnificação do visor, que permite ao atirador enxergar a cena completa mesmo quando seu olho está a 4 polegadas de distância da lente, algo imprescindível para rifles de recuo forte. Um anel de foco no próprio descanso de olho torna os ajustes de imagem mais rápidos e acessíveis. Como todos as lunetas de rifle da Nikon, as miras das lentes Monarch utilizam retículas que seguem as especificações da SpotOn. Essencialmente, trata-se de uma tabela desenvolvida pela Nikon para ajustar a mirar para cada tipo de munição a diferentes distâncias.

A Monarch German causou polêmica porque o anúncio que acompanhou seu lançamento dizia que ele era a ferramenta ideal para caçar animais perigosos no “Continente Negro”. Essa linguagem remete aos safaris da Inglaterra vitoriana e ao imperialismo europeu em geral. Como a Nikon também tem um reputação forte entre os fotógrafos de vida selvagem, a reação foi natural. No entanto, independentemente do status moral da caça por esporte, é preciso reconhecer que a Monarch é uma linha de lunetas sofisticada para a faixa de preço que a Nikon está propondo. A German #4, por exemplo, é vendida por 280 dólares, enquanto lentes similares de uma marca especializada como a Leupold Tactical saem por 750 dólares ou mais. Também é preciso levar em conta que muitas pessoas sobrevivem com o dinheiro gerado pelos safaris e que algumas zonas de proteção ambiental na África são mantidas (parcialmente) com os recursos gerados por essa atividade. Enquanto a caça é uma realidade inevitável, uma ferramenta de qualidade a um preço razoável pode ser a diferença entre uma morte rápida e um ferimento cruel.

Pin It on Pinterest