Escolha uma Página

D4s

Mais de dois anos depois que a D4 assumiu o título de câmera mais avançada da Nikon, a recém-anunciada D4s continuará esse legado de máquinas de alta performance com um sistema de autofoco mais sofisticado e melhorias no desempenho de ISO.

Estamos falando de uma daquelas atualizações com um “s” no final, logo, é natural que não exista nada de muito excitante ou revolucionário entre as novidades. De qualquer maneira, há diferenças claras entre este modelo e o anterior. Embora a resolução do sensor tenha mudado muito pouco (16,2 MP contra os 16 MP da D4), a D4s supostamente apresenta um nível de ruído no ISO 1600 equivalente ao exibido pela D4 no ISO 800. Quem já usou uma D4 sabe que essa é uma promessa e tanto porque aquela câmera já lidava muito bem com níveis altos de ISO. O alcance de ISO da nova máquina varia entre 100 e 25,600 para arquivos RAW de 12 bits. No modo de captura estendido, contudo, ela atinge o estonteante ISO 409,600.

Outra novidade está no processador de imagem. Ao ser equipada com o EXSPEED 4, a D4s tornou-se 30% mais rápida em termos de operação geral. Os algoritmos de autofoco também foram melhorados, o que deve beneficiar tanto fotógrafos quanto quem usa a máquina para gravar vídeos. Aliás, quem está pensando em usar a D4s para filmar vai ficar feliz em saber que ela grava em 1080p a 60 quadros por segundo.

Por fim, a câmera ganhou um novo modo de autofoco em “grupo”. Essencialmente, a D4s é capaz de rastrear até 5 pontos de foco simultaneamente. Isso quer dizer que ela é capaz de acompanhar objetos que mudam de direção repentinamente no meio de um movimento qualquer. Fotógrafos de animais selvagens vão adorar esse recurso.

A D4s chega dia 6 de março nos EUA, por 6,500 dólares.

Via Dpreview.