Wacom-Cintiq-13HD

LED com 178 graus de visão – Foto: INFOlab

Com um pouco de uso desta espécie de mesa ou tela digitalizadora, prancheta para os antigos, é fácil dizer que se trata de um eletrônico acima da expectativa. A sensação é tão boa que fica difícil definir em qual categoria. Trata-se de um grande ode a criatividade.

A mesa usa uma tela capacitiva de 13 polegadas (com resolução Full HD) que recebe a imagem do computador em que é conectada. Você abre o software gráfico de sua preferência e trabalha direto na tela em desenhos a mão, rascunhos, edição de imagens, pinturas e outras obras artísticas. A tela reconhece quando você está com mão apoiada sobre ela e isto não interfere no seu trabalho. Só a caneta é reconhecida. Não é preciso detalhar as vantagens de ter um apoio para o traçado. E é claro que os 2048 níveis de pressão que ela detecta melhoram o resultado final.

Na lateral esquerda da tela estão botões de atalho rápido configuráveis (5 botões e um direcional). Customização é sinônimo de praticidade. Errou, clique e volte. Terminou, clique salve e exporte no formato correto. Quer mais precisão para não errar a sombra na borda, clique em um botão e uma janela pequena no centro acaba representando a área útil da tela (um jogo de proporção que lhe dará uma sensibilidade que você não teria a mão livre).

Estojo-com-pontas-da-wacom

Estojo com pontas para a Pro Pen e apoios para incrementar o desenho – Foto: INFOlab

A caneta tem 10 pontas diferentes e alguns discos para apoio. Tem dois botões e o lado contrário da ponta serve como borracha. Quem está acostumado com as telas da Wacom, certamente já está familiarizado com o cuidado da empresa com a caneta.

Suporte-Wacom-Cintiq-13HD

Alças do suporte são emborrachadas – Foto: INFOlab

Há também um apoio com quatro níveis de inclinação, mas o mais confortável e firme é deixar apoiado sobre a mesa, isto é, usar a Cintiq na posição plana. A qualidade de acabamento, até do apoio é notável. Ele tem uma peça única de alumínio com borrachas que, desculpem a analogia, parecem o exoesqueleto de um camarão (camadas sobrepostas, uma menor que a outra, para três ângulos diferentes).

Como em um ditado popular, nem tudo que reluz na Cintiq é ouro. O cabo de conexão por exemplo é USB e HDMI em uma das pontas. Se os profissionais do ramo de plantão se lembrarem, a maioria das máquinas da Apple – tidas geralmente como o santo graal do design – não possuem conexão HDMI por padrão. No INFOlab, mesmo tendo a disposição dois iMacs e um Macbook Pro, acabamos conectando a mesa em um notebook Sony com Windows 8. E como este não previa o uso, colocou a porta HDMI de um lado e a USB do outro. O resultado é um cabo esticado que pode no longo prazo criar dores de cabeça. Bom, um adaptador pode resolver, mas deveria vir com o aparelho.

Mesmo para profissionais, o preço não é um de seus melhores atributos. São 5299,99 reais (sem o desconto à vista). Existem modelos desta linha com tela maior, mas superam este valor.

Veja o vídeo de demonstração da Cintiq 13HD:

Pin It on Pinterest