É difícil produzir “Na mão” com um notebook que é quase um desktop. O GT70 é um peso pesado de 17 polegadas e mais de 3,5 kg. Contudo, esse porte de rolo compressor não é sem razão: a configuração dessa máquina passa por cima da de todos os notebooks que já resenhamos aqui no INFOlab.


O Core i7 3610QM abre a lista com um quarteto de núcleos rodando a 2,3 GHz (overclock dinâmico de até 3,3 GHz). Com 2 GB de memória dedicada (GDDR5), a GeForce GTX 675M prossegue com espaço e velocidade suficientes para rodar qualquer jogo. Mas mesmo que a GPU não tivesse memória própria e fosse forçada a compartilhar com o sistema, há RAM em abundância: 16 GB a 1333 MHz. Falando em memória, o único deslize desse modelo especificamente é a falta de um SSD para fazer cache, mas, em compensação, o HD da máquina é um disco de 750 GB e 7200 RPM. No campo das conexões, o grande destaque são as cinco portas USB, duas no padrão 2.0 e três no padrão 3.0.

O teclado não é ABNT2, mas é pelo menos é retroiluminado. Aliás, esta não é qualquer retroiluminação: embaixo do teclado há três LEDs multicoloridos que podem ser personalizados. Cada LED pode assumir sete cores diferentes e há cinco perfis diferentes de uso. Um deles, apelidado de “gaming”, ilumina apenas a região das teclas WASD, que são comumente utilizadas como direcional em jogos.

Pin It on Pinterest