DNS do GoogleEm dezembro de 2009, o Google estreou o serviço Google Public DNS como forma de ajudar usuários do mundo todo a terem acesso mais rápido aos inúmeros serviços disponíveis na internet, inclusive os da própria empresa. Se a ideia deu certo? Os números falam por si só: pouco mais de dois anos após o seu lançamento, o serviço conta com cerca de 70 bilhões de requisições por dia, ou seja, é o maior do mundo!

Para quem não entende a importância do DNS, uma rápida explicação: cada site possui um endereço IP. Como o volume de sites é enormemente grande, servidores de DNS espalhados pelo mundo guardam uma relação que informa qual endereço está relacionado a determinadas páginas. O problema é que, dependendo do provedor de internet do usuário, este serviço pode ser lento ou conter alguma característica que incomode o usuário ou o impeça de acessar certos endereços.

Saiba mais sobre o assunto em O que é DNS?

É aí que serviços como Google Public DNS entram em ação: em vez de utilizar os endereços de DNS de seu provedor, o usuário pode usar as opções oferecidas pelo Google ou mesmo pela OpenDNS, por exemplo.

De acordo com o Google, seu serviço de DNS se tornou mais utilizado internacionalmente: atualmente, 70% das requisições tem origem fora dos Estados Unidos. Ciente da crescente demanda, a companhia também passou a oferecer endereços de DNS baseados em IPv6:

IPv4: 8.8.8.8 e 8.8.4.4;
IPv6: 2001:4860:4860::8888 e 2001:4860:4860::8844.

Para quem é usuário do Windows 7, é possível utilizar o DNS do Google indo em Iniciar / Painel de Controle / Rede e Internet / Exibir o status e as tarefas da rede / Alterar as configurações do adaptador (canto superior esquerdo). Em seguida, basta clicar com o botão direito do mouse na conexão que você utiliza e escolher Propriedades. Depois é necessário ir à aba Rede, selecionar Protocolo TCP/IP versão 4, clicar em Propriedades, ativar a opção Usar os seguintes endereços de servidor DNS e informar a sequência 8.8.8.8 no primeiro campo e 8.8.4.4 no segundo. Para IPv6 o procedimento é semelhante, mas a opção a ser escolhida é Protocolo TCP/IP versão 6.

Se você é usuário de Linux, Mac OS X ou pretende informar os endereços de DNS da Google em um roteador, pode encontrar orientações em code.google.com/speed/public-dns/docs/using.html. Mais informações no link code.google.com/speed/public-dns.

Referência: Official Google Blog.

Notícias relacionadas:
União Europeia pede ao Google adiamento das mudanças em suas políticas de privacidade
Faxina no Google: ferramentas pouco utilizadas ser

Pin It on Pinterest