lyve-lyvehome

Relógio, Storage, Tablet, Media center e monolito. Só falta API aberta – Imagem: Reprodução/LyveHome

Sem tentar explicações técnicas, contextualização de uso ou analogias para facilitar o entendimento, o melhor mesmo é afirmar que o gadget em questão é apenas um armazenamento de rede que se fundiu com um tablet pequeno. O LyveHome é simples assim.

A ideia por trás da simplicidade do LyveHome é ter um ponto único de armazenamento para seus arquivos pessoais e intransferíveis – imaginando que não queira correr o risco de ver suas fotos de férias servindo de ilustração na web. Semelhante a um dropbox, mas na sua casa sob sua jurisdição.

Para aproveitar o dispositivo, uma tela de 5 polegadas com resolução de 549 por 960 pixels. Por ela você acompanha as fotos e vídeos capturados. A sincronização ocorre pela rede através de um aplicativo instalado no seu celular, tablet ou PC. A sincronia pode ser feita fisicamente também pela porta USB ou micro SD. Uma HDMI e uma saída de áudio óptica pode facilitar ver seu vídeo em uma tela maior. Interessante notar que o storage é controlado por um potente processador Snapdragon 600 de quatro núcleos rodando no máximo a 1,9 GHz, típico de smartphone e tablet bons.

A capacidade é de 2 TB e ele é compatível com iOS, Android, OSX e futuramente Windows. O LyveHome foi apresentado oficialmente no evento CES deste ano, mas só neste mês entrou em pré-venda por 299 dólares, ou cerca de 670 reais, sem impostos ou despesas de envio.

Pin It on Pinterest