Interim Management (Gestão Interina) invista no novo conceito de prestação de serviço executivo PJ

por | out 14, 2020 | Sem categoria | 0 Comentários

Gestão Interina

A prática da Gestão Interina (Interim Management – termo em inglês) é muito comum no exterior. No Brasil, esta nova forma de trabalho tem conquistado aos poucos novos adeptos. Mas, afinal, o que este termo significa? Basicamente, é um modelo de prestação de serviços onde o gestor(a) interino(a) assume a gestão temporária de um ou de mais departamentos.

A prática consiste em contratar um executivo para realizar determinadas funções, por um período estabelecido de tempo (PJ). Por não ter vínculos com gestões anteriores, o profissional interino consegue observar detalhes importantes que, por vezes, não são vistos ou são muito sensíveis para aqueles que estão dentro da empresa há mais tempo.

Quais as principais vantagens desse modelo?

A proposta de valor desse serviço reside em prover um retorno rápido sobre o investimento (gasto de contratação), o custo do interino pode ser próximo ao do funcionário efetivo, mas a produtividade tende a ser maior – fazendo com que a alternativa represente uma boa relação custo benefício.

Situações práticas onde o Interim Management pode ser exercido:

  • No gerenciamento, em tempo parcial, de áreas ou processos em que não é recomendável, inclusive por custos, a empresa manter estrutura interna fixa;
  • Em processos de transição para a profissionalização da gestão em empresas familiares;
  • Em ciclos de crescimento da empresa, quando a necessidade de fortalecimento da estrutura organizacional é imediata;
  • No gerenciamento de crises e reestruturação;
  • Na instalação de novas unidades de negócios, aquisições, vendas, fusões e startups;
  • Na cobertura de vagas executivas ou na preparação de sucessão.

Outros benefícios:

  • Iniciar rápido (não perdendo tempo com integração);
  • Ser claro na autonomia, responsabilidade e controle;
  • Manutenção periódica de reuniões de acompanhamento;
  • Respeitar o fato de que gestores interinos não possuem agenda política;
  • Aceitar as competências e especialização trazida, evitando tomá-la como uma ameaça;
  • Aceitar e demandar honestidade intelectual (objetividade quanto ao problema e sua origem).

Experiência

Experiência

A experiência dos gestores interinos é quase sempre maior do que o exigido em trabalhos que são solicitados. Além de executarem os trabalhos, eles contribuem para a melhoria dos processos e auxiliam no treinamento e desempenho interno dos outros funcionários.

Disponibilidade

Geralmente a disponibilidade dos gestores interinos é imediata. Os contratos são efetuados por um período determinado, e podem ser descontinuados a qualquer momento sem grandes problemas principalmente após atingido os objetivos que, geralmente são rápidos e por isso, Interim Management (Gestão Interina) é o modelo do momento.

Veja mais em:

By Adilson

Confira estas postagens relacionadas

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Iniciar conversa.
Precisando de ajuda?