Que a Microsoft não nos ouça, mas o INFOlab teve chance de brincar com um tablet Windows 8 Pro há poucos minutos. Não, não era o Surface. A máquina é o Série 7 Slate, que antes abrigava o Windows 7 e parece um Galaxy Tab 10,1” ampliado. Mas as semelhanças se limitam à aparência: esse tablet tem entranhas de ultrabook.

O processador é um Core i5 2467M, com dois núcleos que rodam a uma frequência de 1,6 GHz. No campo da memória, há 4 GB de RAM e um SSD 128 GB. Para as conexões a Samsung reservou um USB de tamanho normal, uma saída HDMI, um slot micro SD e uma P2 mista para fones e microfones, sem falar no conector para a dock com teclado. A tela também é ao estilo dos ultrabooks: 11,6” que contêm 1366 x 768 pixels. Como em outros notebooks “inspirados pela Intel”, o Série 7 Slate suporta Wireless Display, uma tecnologia que transmite vídeo para TVs conectadas na rede. Naturalmente, essas especificações superam as de qualquer outro tablet disponível no mercado.

A experiência real de uso não apenas faz justiça aos números ambiciosos da máquina, ela surpreende quem quer que esteja acostumado com tablets ARM, como o iPad ou o próprio Galaxy Tab. O Windows 8 Pro roda sem qualquer atraso, incluindo durante a execução de games. Jogamos brevemente o Pinball X2 e os efeitos são deslumbrantes. Claro, o Windows 8 Pro tem todas os recursos de um desktop, incluindo a área de trabalho tradicional. Mas vamos direto ao ponto: como a nova interface Windows 8 UI (antiga “Metro”) se comporta com uma tela sensível ao toque? Podemos afirmar que nossos dedos se sentiram em casa. A maioria dos gestos e atalhos é bem natural, mas basta tropeçar na interface da área de trabalho tradicional para interromper essa boa impressão.

O lançamento oficial do Windows 8 no Brasil acontecerá no dia 26 de Outubro. Mas isto se refere apenas ao sistema. Ainda não se sabe com certeza quando máquinas como o Série 7 Slate serão lançadas no Brasil.

Pin It on Pinterest