David

Impressora 3D para quem quer imprimir bastante – Imagem: Divulgação

David, da empresa Sculptify, promete forçar a evolução das impressoras 3D. Ela foi criada pensando no custo do material utilizado na impressão. E diferente da maioria, fabrica seu próprio filamento antes de imprimir camada a camada.

A grande maioria das impressoras 3D disponíveis no mercado funcionam com filamentos de PLA e ABS, dois polímeros termoplásticos. Cada empresa adota uma solução. Algumas vendem o filamento embutidos em cartuchos identificados por chip, outras vendem o filamento avulso em rolos, as vezes com diferentes espessuras. Existem até impressoras que permitem qualquer espessura de filamento, com a condição de que você faça um ajuste mecânico para obter um bom resultado.

A nova impressora da Sculptify adota um extrusor chamado FLEX (Fused Layer Extrusion). Na prática ele aceita o material na forma como ele é encontrado na indústria: bolinhas ou pastilhas (pellets). A grande diferença é o preço e a facilidade de encontrar o material. Outra vantagem técnica deste extrusor é a aceitar outros materiais como EVA, TPU e composto de madeira. O EVA inclusive é flexível. As possibilidades são incríveis. Só para citar algumas, você poderia fazer um acessório para sua cozinha ou uma capinha de celular flexível.

David_Print

Exemplos de impressão com diferentes materiais – Imagem: Divulgação

Felizmente os criadores da impressora decidiram que o projeto será open source. Em breve, teremos o código fonte e esquemáticos para montar uma. E isto certamente afetará a indústria. Veja como ela funciona:

A motivação do nome David não foi revelada, mas quem sabe seja uma referencia ao Android do filme Prometheus. O projeto tenta financiamento coletivo no Kickstarter. O valor inicial é salgado, 2745 dólares ou cerca de 6252 reais, sem impostos ou despesas de envio. Em compensação 1 quilo de material (nos Estados Unidos) custa de 18 a 22 dólares.

Pin It on Pinterest