A30001

Embora a NEX-7 tenha recursos equivalentes ou mesmo superiores aos de uma T4i ou de uma D3100, muitos fotógrafos preferem as câmeras maiores por várias razões. A Sony está apostando que a maior dessas razões é uma questão de aparência: a empresa acaba de anunciar a A3000, uma máquina que é Alpha por fora e NEX por dentro.

A A3000 é uma câmera híbrida, ou seja, ela utiliza lentes intercambiáveis e um sensor grande (mais especificamente, um APS-C de 20,1 MP), mas não possui o espelho que dá nome às SLR. Isso por si só já a aproxima mais da linha NEX do que da linha Alpha, mas as diferenças não param por aí. A Sony também preferiu instalar o E-mount na máquina. Ironicamente, isso significa que quem já possui lentes de câmeras Alpha precisará de um adaptador para utiliza-las na A3000. Por fim, a nova câmera usa a mesma interface que as NEX, com menus coloridos recheados de legendas explicativas.

É óbvio que o público-alvo da A3000 não é mesmo público que compraria uma Alpha comum. Seu objetivo é conquistar fotógrafos amadores que não se sentem seguros com uma câmera compacta, independentemente dos recursos que ela possa oferecer. Como uma das maiores barreiras para esses consumidores é o preço, a Sony tomou uma posição comercial extremamente agressiva. A A3000 custará 399 dólares, mais barato que uma NEX-5, por exemplo.

Realmente, a A3000 parece ser uma tremenda barganha. Uma câmera com o porte de uma DSLR, sensor APS-C, lentes intercambiáveis, estabilização óptica e a capacidade de filmar em 1080i a 60 FPS por apenas 399 dólares é um belo negócio. Mas atingir um preço tão baixo demandou alguns sacrifícios por parte da Sony.

Tanto a tela traseira quanto o visor ocular eletrônico da A3000 estão abaixo da média da categoria. A tela traseira, em particular, abriga apenas 230,000 pixels em 3″ de LCD, enquanto até câmeras compactas já estão adotando 921,000 pontos. A escala de ISO da máquina também para no ISO 16,000, ao passo que uma NEX-5 alcança 25,600. Da mesma forma,vários outros detalhes denunciam o orçamento restrito da máquina. Ela não possui, por exemplo, um sensor infravermelho para ativar o EVF quando o fotógrafo aproxima sua face do visor ocular.

De qualquer maneira, é difícil negar que a relação entre custo e benefício é muito favorável para A3000. Imagino que a Sony esteja preparando uma linha separada de câmeras com um esquema de nomenclatura baseado na linha NEX. Desse modo, a A3000 corresponderia à NEX-3. É possível que uma A5000 e uma A7000 apareçam no futuro, desta vez sem as restrições da A3000. Mal posso esperar.

 

Via Dpreview.

Pin It on Pinterest