Escolha uma Página
eyeLock Myris

Só o DNA é mais seguro que este dispositivo – Imagem: Divulgação

Pensar em uma senha grande o suficiente, ou variações dela para todos os serviços que você usa é algo muito, mas muito chato. Por isso as pessoas tendem a usar senhas fáceis de serem lembradas ou até caem no absurdo de usar a mesma senha. E as implicações de segurança são severas. O Eyelock Myris, lançado esta semana na CES, é um scanner de retina que funciona via USB.

Compatível com Windows 7, 8, OS X e até Chrome OS, o novo dispositivo guarda as informações da sua retina e todas as suas senhas de diversos serviços. Para entrar no Facebook, ou abrir seu Gmail, basta aproximar o leitor do olho. Em menos de um segundo ele te reconhece e faz toda a autenticação automaticamente. Você pode por exemplo criar senhas até o limite que o serviço permite. Em alguns isto pode chegar até 50 caracteres diferentes. A chance de alguém tentar no aparelho usar suas senhas cadastradas é da ordem de 1 em 2,25 trilhões, segundo o fabricante (False Accept Rate).

O Myris usará critpografia AES de 256 bits e o software guiará por um processo de cadastro. Ele é bem pequeno, com diâmetro de 7,8 por 3 centímetros de profundidade. Segundo informações da Popular Mechanics, ele deve custar menos de 300 dólares. O lançamento está previsto para a primavera deste ano.