no more woof

Todos os dias, milhares de pessoas falam com os seus cachorros e até agora a única resposta foi, no máximo, um latido. Mas nada é tão difícil que a tecnologia e o crowdfunding não possam resolver: a empresa escandinava ST está pedindo 10 mil dólares no Indiegogo para construir um aparelho que traduz a atividade cerebral canina em frases inglesas. Quem diria, you are the man now, dog!

O projeto adotou o nome um tanto agourento de “No more woof” e se baseia na noção de que certos padrões de atividade elétrica no cérebro correspondem a estados mentais. Essencialmente, o aparelho faria uma eletroencefalografia no cão e transmitiria o resultado para um Raspberry Pi que, por sua vez, traduziria a atividade cerebral em palavras emitidas por um alto-falante.

Por um investimento de apenas 65 dólares, a ST promete uma unidade capaz de distinguir entre as ideia de cansaço, fome e curiosidade. Na prática (se é que algum dia haverá uma prática), o alto-falante diria algo como “I am tired” (“estou cansado”) ou “I am hungry” (“estou com fome”) dependendo do que o animal está pensando no momento. Investidores mais generosos teriam a chance de ganhar um conjunto de hardware e software mais poderoso que aprenderia novos padrões de atividade cerebral com o tempo.

Embora a eletroencefalografia seja uma técnica reconhecida com várias aplicações no campo da ciência cognitiva, é bom lembrar que o projeto da ST está apenas em fase de conceito. A empresa afirma que já conseguiu alguns resultados no desenvolvimento do produto, mas ainda não exibiu nenhum protótipo funcional. Claro, também não há nenhum contrato que obrigue a  ST a entregar qualquer resultado em troca do dinheiro oferecido. A julgar pela experiência da empresa em fabricar cadeiras de balanço, creio que só os amantes de animais mais esperançosos vão se devotar a esse projeto.

 

Via Engadget

Pin It on Pinterest