Escolha uma Página

dji drone

Se ainda existe algum preconceito contra a qualidade da tecnologia chinesa, tal sentimento logo será dispersado por empresas como a DJI. A fabricante de drones acaba de anunciar mais um modelo de hexacóptero, o Spread Wings S900.

Como o próprio nome indica, o novo drone ocupa um lugar intermediário entre o S800 e o S1000. Enquanto o S1000 é projetado para carregar câmeras pesadas como a 5D Mark III, o S900 foi criado com máquinas menores em mente. A princípio, ele é compatível com a Blackmagic Pocket Cinema Camera e com os modelos GH3 e GH4 da Panasonic. O suporte à GH4 é especialmente excitante porque essa câmera grava em 4K DCI (4096 x 2160) e em 1080p a 60FPS, além de possuir um output de vídeo em 4:2:2 pela HDMI.

Embora o S900 possua duas hélices a menos que o octacóptero S1000, ambos compartilham o modelo de motor, o 4114 Pro. Similarmente, os dois drones usam braços de fibra de carbono para  manter o peso total baixo sem perder resistência. O S900 também preserva vários truques do S1000, entre os quais o mais interessante é a possibilidade de retrair os apoios de pouso em pleno voo para dar mais liberdade aos movimentos da câmera.

A DJI instalou uma bateria de 15 Ah no drone, o que deve lhe render cerca de 15 minutos de autonomia (uma marca comum para esse tipo de máquina). O preço inicial será de US$3,800. Se esse valor lhe parece alto, é melhor nem mencionar o custo que uma filmagem aérea tinha antes da popularização dos drones. Veja o vídeo de apresentação abaixo.