animaatjes-counter-strike-52430

Os vídeos de Battlefield 4, que será lançado no próximo dia 29 de outubro, apresentam um  modo multiplayer de respeito. Dezenas de jogadores no campo de batalha, prédios explodindo, aviões sobrevoando as trincheiras e veículos de combate incursionando no território das forças inimigas.

Nenhum FPS, no entanto, é tratado com tanta reverência como Counter Strike, modificação do game Half Life que foi desenvolvido em meados do ano 2000 e virou febre no Brasil durante os primeiros anos do século XXI.

Apesar da opção de jogar com adversários controlados por inteligência artificial, a grande sacada de Counter Strike envolvia a jogatina entre amigos. E nada de ficar em casa: como alguns computadores  da época não atingiam os requisitos básicos para rodar o game, as batalhas virtuais eram travadas em lan houses, que se tornaram pontos de encontro para as escapadas durante as aulas do colégio.

Divididos entre terroristas e agentes especiais, os jogadores trocavam tiros em mapas como Dust, Assault e Aztec. Para dar um toque brasileiro, algumas rodadas eram disputadas em um cenário batizado Rio, que ambientava uma favela e tinha uma trilha sonora inspirada no funk carioca.

Os gamers mais experientes se reuniam em clãs, jogando campeonatos organizados pelas lan houses. Tudo isso embalado por litros de refrigerante, salgadinhos e gritos empolgados de “senta na HE”, “foi operado na faquinha”, “roubou meu frag ” e  “heead shot!”.

Mesmo sem jogar CS há anos, os comandos rápidos durante a partida estão bem frescos na memória: selecionar o time dos terroristas, ir para a tela inicial, digitar B, 4 e 1 para comprar o rifle AK-47 e partir para a ação!

 

Pin It on Pinterest