Escolha uma Página

blue-mofi

Conhecida por seus microfones, a Blue ainda não tem uma grande reputação como fabricante de fones de ouvido. Isso pode mudar com o Mo-Fi, um fone que integra seu próprio amplificador.

Quem compra um desses fones grandes que estão na moda para usar com um smartphone provavelmente não está usando todo o seu potencial do áudio. Isso ocorre porque fones são aparelhos que usam dois campos magnéticos para movimentar um driver que empurra o ar para gerar som. Um desses campos é estático, mas o outro é gerado pela corrente elétrica que passa por uma bobina alimentada por um amplificador de sinal de áudio.

Em geral, fones avançados usam bobinas com fios mais finos para aumentar o campo magnético com mais voltas de fio e facilitar a movimentação do driver. No entanto, isso aumenta a impedância do sistema, o que exige um amplificador com mais potência para gere um mesmo nível de volume de áudio. Smartphones, tablets e até notebooks são sistemas projetados em torno de uma fonte de energia escassa (a bateria) e um dos componentes que é sacrificado para manter o consumo de energia baixo é justamente o amplificador. Resumindo, fones grandes geralmente não se tão bem quanto poderiam quando conectados a aparelhos móveis.

A ideia da Blue é acabar com esse tipo de preocupação embutido um amplificador separado diretamente  no fone. Isso não apenas resolve o problema do volume, como também diminui o stress sobre o amplificador original (do smartphone, por exemplo), o que abre uma oportunidade para reduzir problemas como a distorção harmônica.

Naturalmente, o Mo-Fi precisa de uma fonte de energia própria para funcionar perfeitamente. No caso, a Blue incluiu uma bateria que promete suportar em torno de 12 horas de música contínua. Quando a bateria acaba, o Mo-Fi continua funcionando, mas sem o amplificador ele vai soar exatamente como um fone comum.

Além do amplificador, o fone se destaca pelor drivers grandes de 50 mm e pelas várias opções de ajuste para a cabeça, incluindo uma roda para regular a pressão da haste que liga as conchas. Há ainda um modo de equalização que dá um pouco mais de ênfase nos graves, à maneira dos fones da Beats (mas sem o mesmo exagero). Só não sobrou espaço para um sistema ativo de cancelamento de ruído. O fone já está à venda por US$350.