Escolha uma Página

blackberry passport

Já parou para pensar porque os smartphones geralmente têm telas retangulares? Eu arriscaria dizer que é pela mesma razão que a maioria das luvas acomoda cinco dedos, mas aparentemente essa é uma opinião obscurantista. Em um post de seu blog, a Blackberry está tentando nos resgatar de “um mundo retangular” com um celular de tela quadrada.

O Blackberry Passport usa uma tela de 4,5″ com 1440 x 1440 de resolução, o que o torna, segundo o blog, um “IMAX de produtividade”. De fato, ele potencialmente pode exibir mais linhas de texto ao mesmo tempo que um telefone convencional. O post continua citando as várias vantagens que as linhas extras trariam para escritores, arquitetos, agentes financeiros e até médicos.  Todas as informações da tela poderiam ser vistas sem que ninguém tivesse que se subjugar à tirania das telas com duas orientações, como ocorre na maioria dos smartphones de hoje. Obviamente, qualquer filme reproduzido nesse aparelho terá que ser deformado ou exibido com barras pretas.

Além da tela peculiar, o Passport parece ser um aparelho bem competente. Ele tem acesso a redes LTE, armazena até 32 GB de dados (expansíveis com um microSD de até 64 GB) e oferece 3 GB de RAM. O aparelho roda o Blackberry OS 10.3 sobre um Snapdragon 800, então é de se esperar que seu desempenho seja muito bom. Na traseira há uma câmera de 13 MP que filma em 1080p.

Mas o fato mais importante é que ele tem um teclado físico como o Q10. Atualmente, quem quer um celular avançado com teclado físico só tem a Blackberry como alternativa, logo o Passport pode ser interessante para alguns consumidores. O aparelho deve ser lançado no Canadá no ainda final deste ano, mas o preço ainda não foi definido.