Escolha uma Página

zenbook nx500

A linha Zenbook sempre possuiu alguns dos melhores representantes do conceito de “ultrabook” como imaginado pela Intel. Estendendo essa tradição, a Asus anunciou na Computex deste ano um novo Zenbook NX500, cuja configuração e tela devem deixar qualquer um boquiaberto.

Assim como o primeiro Zenbook era reminiscente do Macbook Air, o NX500 lembra um Macbook Pro Retina. Embora os dois sejam obviamente distintos nos detalhes, ambos apresentam uma construção monolítica de alumínio bem similar. Isso é natural pois o processo de fabricação deve ser parecido e ambos são produzidos pela Pegatron (que, curiosamente, já fez parte da Asus). A diferença mais óbvia no design do NX500 pode ser notada em uma sutileza da foto acima: nos cantos superiores esquerdo e direito do teclado, existe o que parece ser duas sobras. Na verdade, trata-se de dois grupos de perfurações que fazem as vezes de alto-falantes. Tal design peculiar foi criado pela Bang & Olufsen, que sempre emprestou sua marca ao sistema de som dos Zenbooks.

O NX500 e o Macbook Pro Retina também são similares em função. A proposta de ambos é ser uma máquina com uma capacidade de processamento gráfico razoável e com um display avançado o suficiente para servir de ferramenta para os profissionais que lidam com imagem. No caso do NX500, a Asus respondeu essa demanda com um Core i7 quad core (o modelo não foi especificado, mas provavelmente trata-se de algo similar ao 4702MQ), uma GPU GTX 850 com 2GB de GDDR5 e a possibilidade de instalar até 16 GB de RAM. Além disso, haverá a opção de usar PCIe como interface para o SSD da máquina.  Nada mal para um notebook, para dizer o mínimo do mínimo.

A tela é a outra estrela do show. Existem mais de 8 milhões de pixels nesse painel (UHD 3,840 x 2,160) e esse coletivo é capaz de reproduzir 108% do espaço de cor Adobe RGB. Claro que possuir uma gama de cor mais ampla sem calibração só quer dizer que o display exibirá cores ainda mais incorretas. Por isso mesmo todos os NX500 serão calibrados já na fábrica. A Asus ainda não revelou quanto exatamente tudo isso custará, mas acho que todos nós já temos uma ideia.

Via Asus.