A Apple mantém uma política de marketing bem idiossincrática. Embora seu repertório de produtos não seja extenso, nem sempre a empresa considera que uma renovação merece qualquer estardalhaço. Foi o caso do Mac Pro no ano passado e é o caso do Apple TV agora.

Entre as novidades, as mais interessante está no interior de uma versão da central de mídia que ainda não foi anunciada oficialmente, a A1469. Além de ser ligeiramente menor que os modelos anteriores, esse novo Apple TV contém o SoC A5X, utilizado pelo primeiro iPad Retina. Essa novidade por si só já seria um belo upgrade, pois o processador gráfico (PowerVR SGX543MP4) desse chip é muito superior  ao do A5. Mas a história é ainda mais intrigante.

Brian Klug, do Anandtech, percebeu que o novo Apple TV dispensou o transmissor de rádio BCM4330 (um chip que contém Wi-Fi e Bluetooth) para receber o BCM4334 que gerencia as redes sem fio do iPhone 5. A partir disso e do fato de que o BCM4330 pertencia ao design do PCB (a placa que une os componentes da máquina) da Apple TV anterior, o jornalista inferiu que é bem provável que o PCB também seja completamente novo. Ao investigar o  firmware do aparelho, Klug descobriu que a string que deveria se referir ao A5 (S5L8942) tinha sido substituída por outra que provavelmente se referia ao A5XR2 (S5L8947). Isso é significativo porque o bin do A5X padrão é diferente (S5L8945), o que pode indicar que o SoC estaria utilizando um processo de fabricação mais avançado, da mesma forma que o A5 encolheu de 45 nm para 32 nm no passado. Esse tipo de “die shrink” geralmente resulta em processadores mais eficientes, o que beneficiaria toda a linha de produtos que usam o SoC.

Pin It on Pinterest