Depois de “inspirar-se” na central de notificações e na integração dos contatos com redes sociais no iOS 5, a Apple resolveu copiar mais algumas funções do Android no iOS 6.
O sistema, que rodará no iPhone 5 e nas suas versões antigas, vai trazer rotas de navegação, um dos principais diferenciais do Android desde a versão 2.0. A Apple demorou uma eternidade para perceber o quanto a ferramenta era importante para os usuários e como ela fazia sucesso no seu concorrente. O recurso estreou nos aparelhos com o sistema do Google há cerca de três anos e também está presente no Windows Phone desde a versão 7 (Mango).

Também foi copiado o modo Panorama para tirar fotos, incorporado no fim do ano passado ao Android 4.0 (Ice Cream Sandwich). O recurso já estava presente em aplicativos como o Pano, que devem agora cair no esquecimento. É útil, mas está longe de ser uma grande inovação, como o evento promovido para anunciar o novo iPhone 5 quis dar a entender.

Mas a terceira coisa que a Apple copiou do Android, e que era um tabu para a empresa e os seus fanboys, foi a fragmentação do sistema. O iOS 6 não funciona da mesma forma em todos os aparelhos da Apple. No iPhone 3GS, será bastante limitado. Já a tela maior do iPhone 5  também já é uma tendência há tempos nos smartphones com sistema do Google. Além disso, o formato espichado do display vai forçar os desenvolvedores de aplicativos a fazer adaptações, algo que a Apple sempre fez questão de criticar no Android.

O mais grave de tudo isso não é a cópia em si, afinal não é algo inédito na área de tecnologia e ninguém é santo. A Samsung acabou de ser condenada na Justiça, por violar patentes da Apple. O mais significativo é que o iPhone 5 não trouxe nenhuma grande inovação. Já o Android tem conseguido evoluir muito mais rapidamente. Com 500 milhões de dispositivos ativados até hoje, o sistema do Google engoliu os 400 milhões de aparelhos com iOS. Desse jeito, a distância deve aumentar ainda mais.

Pin It on Pinterest