yotaphone

Tela e-ink nas costas do smartphone é ótimo para redes sociais – Imagem: Divulgação

Quase exatamente há um ano atrás falávamos sobre o YotaPhone. Na época o protótipo gerava certa desconfiança ao oferecer duas telas, principalmente pela viabilidade. O Yota tem uma tela frontal com tecnologia convencional de smartphone e a uma tela traseira com tela e-ink, a mesma tecnologia dos leitores de e-books que conhecemos. Hoje o site oficial está cadastrando interessados na pré-venda, que deve começar nos próximos dias.

A configuração do modelo final melhorou um pouco. Veja os detalhes:

•Android 4.2.2 Jelly Bean
•Processador Snapdragon 400, com dois núcleos rodando no máximo a 1,7 GHz.
•Tela frontal de 4,3 polegadas com resolução de 1280 por 720 pixels;
•Tela traseira de 4,3 polegadas com resolução de 640 por 360 pixels (16 cores em escala de cinza);
•Suporte a LTE 4G (800/1800/2600);
•Câmera traseira de 13 megapixels com LED Flash e frontal de 1 megapixel;
•Wi-Fi 802.11 a/b/g/n e Bluetooth 4.0;
•GPS com A-GPS e GLONASS;
•Bateria interna de 1800 mAh.

O software integra as duas telas. É possível por exemplo passar uma aplicação aberta de uma tela para a outra (recurso denominado Put2Back). A interface recebeu novos gestos de controle, por exemplo para limpar as notificações. A vantagem deste dispositivo fica mesmo pela tela e-ink. Além de ser mais confortável para leitura, deve de certa maneira economizar a bateria.

Segundo informações dos sites GSMArena e Engadget, serão apenas 500 mil unidades em pré-venda para alguns países e o preço é salgados 466 euros, ou cerca de 1504 reais sem impostos ou despesas de envio.

Pin It on Pinterest